(82) 3377-0105 / 9.9992-1825 - Horario das 08Hr as 18Hr de Segunda a Sexta

A Ozonioterapia no tratamento de Autismo?

 

Os Transtornos do Espectro Autista (TEA) são aqueles que afetam profundamente o comportamento social dos indivíduos, causando problemas nos processos de interação e no desenvolvimento da linguagem. Autismo

Os sintomas dependem do nível da patologia, mas as características mais comuns são as dificuldades para se relacionar com os demais, os comportamentos repetidos e o comprometimento da cognição.

Além de impor uma vida de desafios aos pacientes, o problema pode representar um verdadeiro sofrimento aos pais com filhos autistas que, muitas vezes, não sabem como agir.

Felizmente, com um amplo histórico de pesquisas nos diversos países em que é aplicada, a Ozonioterapia está se demonstrado uma alternativa eficiente e acessível para esse tratamento.


Como ocorre o tratamento para autismo?

Quando abordamos os problemas que envolvem o TEA, é importante ressaltar que não existe um único tratamento. A terapia geralmente é feita de acordo com as necessidades exclusivas de cada criança, envolvendo trabalhos de conscientização, que incluem a família e a escola.

Para fornecer um ambiente propício ao autista e, ao mesmo tempo, reduzir os seus sintomas comportamentais, são promovidas terapias educacionais, familiares e comportamentais!

Reconhecer o transtorno precocemente é fundamental, pois quanto antes iniciarem os trabalhos de convívio social, melhor para o paciente.

Entre os tratamentos biológicos que oferecem melhores alternativas à qualidade de vida dos autistas, está a Ozonioterapia, que cada vez mais ganha adeptos graças aos seus resultados surpreendentes!


Ozonioterapia X autismo!

É comum que, ao longo das intermináveis visitas aos médicos e centros clínicos, os pais das crianças autistas percebam em seus filhos o alto grau de intoxicação decorrente do organismo sensível deles.

A Ozonioterapia funciona como tratamento complementar, pois é capaz de eliminar todas as toxinas que afetam o organismo e combater os invasores que as provocam.

Ao oxidar estas toxinas e anular as suas funções, o Ozônio Medicinal é capaz de restabelecer a natureza saudável do organismo do paciente.

Em entrevista sobre o tema, o Dr. Pedro Mintz comenta que já acompanhou casos em que crianças severamente afetadas pelo autismo conseguiram restabelecer níveis praticamente normais de saúde em apenas cinco meses de tratamento.


Descubra como ter acesso à técnica no Brasil

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde, mais de 2 milhões de brasileiros sofrem com o autismo hoje.

O tratamento tradicional não pode ser substituído, mas a ozonioterapia deve sim ser recomendada como procedimento complementar, uma vez que apresenta excelentes resultados aos pacientes com gastos significativamente menores para as famílias.

Enquanto diversos países já desfrutam de sua eficácia, o Brasil ainda aguarda os últimos trâmites da aprovação do Projeto de Lei Federal nº 227/2017, que prevê a autorização dos tratamentos com Ozônio em todo o território nacional.

A expectativa é que a avaliação dos deputados e a sanção presidencial ocorram ainda em 2018.

Continue acompanhando os avanços do Ozônio Medicinal!