(82) 3377-0105 / 9.9992-1825 - Horario das 08Hr as 18Hr de Segunda a Sexta

O que é Nutrição Clínica?

Gerenciando Adequadamente o Balanço Energético de um Paciente

A ingestão adequada de alimentos e nutrientes é fundamental para uma boa saúde e para resistência a doenças. No ambiente hospitalar, a nutrição clínica refere-se ao gerenciamento do balanço energético dos pacientes, garantindo que eles recebam quantidades suficientes de fluidos e nutrientes como proteínas, lipídios, glicose, vitaminas e minerais.

Comida hospitalar de alta qualidade atende suficientemente às necessidades nutricionais da maioria dos pacientes hospitalares. No entanto, mais de 50% dos pacientes no hospital não comem toda a sua refeição.  Esse tipo de ingestão dietética insuficiente pode levar a uma maior deterioração do estado nutricional. Por exemplo, no caso de pacientes com AVC ou outras condições neurológicas, que podem ter dificuldades de deglutição ou problemas para se alimentar sozinhos, as exigências nutricionais não são atendidas com a dieta hospitalar regular. Para os pacientes incapazes de se alimentar ou aqueles que não querem comer, o suporte de nutrição clínica envolvendo suplementos nutricionais orais (SNO), alimentação por sonda enteral e/ou nutrição parenteral torna-se indispensável.

Combatendo a Desnutrição Relacionada a Doença

A desnutrição relacionada a doença afeta pacientes de todas as idades e não se restringe a um contexto de serviço de saúde. A desnutrição relacionada a doença e o risco de desnutrição são comuns em muitas alas hospitalares, incluindo geriatria, oncologia, cirurgia, medicina interna e gastroenterologia.

Para combater a desnutrição relacionada a doença e suas consequências deletérias, como má cicatrização de feridas, infecções, complicações e falência múltipla de órgãos, a pronta identificação do estado nutricional comprometido e a iniciação imediata de tratamento clínico eficiente são cruciais para pacientes em grupos de risco nutricional.

As etapas para um bom cuidado nutricional incluem:

  • Avaliação da condição nutricional do paciente
  • Avaliação completa das necessidades e exigências do paciente
  • Desenvolvimento de estratégia nutricional
  • Cálculo adequado de necessidades de energia e nutrientes
  • Decisão da via de administração
  • Monitoramento rigoroso da terapia nutricional
  • Adaptação para uma nova condição clínica: calorias, tipo de nutrição, via de administração

Quais São os Principais Tipos de Suporte Nutricional Clínico?

Ao tratar-se da desnutrição relacionada a doença, a escolha de suporte de nutrição clínica depende do estado clínico do paciente. Nutrição enteral (NE), nutrição parenteral (NP) ou uma combinação de ambas pode ser indicada de acordo com o resultado de uma avaliação nutricional formal. Uma série de estratégias pode ser utilizada para administrar a desnutrição relacionada a doença.

NE, incluindo SNO e alimentação enteral via sonda nasogástrica, nasoenteral ou percutânea e NP, incluindo NP suplementar e total são os principais tipos de suporte nutricional clínico.

Para ler mais sobre os diferentes tipos de suporte nutricional clínico.

Os Benefícios da Nutrição Clínica

Estudos clínicos mostraram que nutrição clínica adequada melhora os resultados dos pacientes da seguinte maneira:

  • Melhorando a cicatrização de feridas
  • Reduzindo a incidência de complicações
  • Baixando a taxa de infecções
  • Reduzindo a duração de ventilação mecânica
  • Reduzindo o tempo de internação hospitalar
  • Elevando a mobilização e convalescência
  • Elevando a taxa de sobrevivência
  • Melhorando a qualidade de vida